Donos da recepção mais calorosa entre todas, não há como negar que os cachorros animam a vida de qualquer pessoa. Quando se trata de gatos, qual outro consegue curar o nosso humor com tão pouco? Basta um simples ronronar. Seja um animal de estimação convencional ou algum mais exótico – como um porquinho da índia, todos eles trazem benefícios para a saúde e aquecem os nossos corações. Sendo assim, descubra os 7 benefícios de ter animais em casa.

Animais em casa - 07 benefícios

Animais em casa ajudam na redução do estresse

Um estudo feito pela Universidade Estadual de Nova York, nos Estados Unidos, testou os níveis de tensão de pessoas em quatro situações: sozinhas, com seu parceiro, com seu animal e com seu parceiro e o animal. E, adivinhem? O resultado comprovou que a ocasião de maior tranquilidade foi apenas com o pet.

Aumenta a Imunidade

Você já deve ter ouvido falar de pais que optaram não ter um animal em casa para proteger a saúde dos filhos, né? Talvez você seja um desses pais. Entretanto, estudos feitos por um pesquisador da Universidade de Wisconsin-Madison mostraram que as chances de uma criança ter problema como alergia, por exemplo, são 33% menores com um bicho de estimação. Isso porque, a convivência com o animal faz o sistema imunológico ficar mais forte e, consequentemente, há um risco menor de desenvolver o problema. Esse efeito, no entanto, não acontece entre adultos que já sofrem disso, ok?

Depressão?

Diversos estudos mostram que os animais são responsáveis pela diminuição da ansiedade e depressão nas pessoas. O motivo se dá porque quando passamos parte do nosso tempo ao lado deles, ficamos mais tranquilos e felizes. Substâncias como oxitocina, a mesma gerada ao abraçar alguém que amamos, são liberadas, reduzindo as chances de depressão.

Detector de doenças de quatro patas

Com treinamento, um cachorro consegue farejar câncer em partes do corpo como: pele, bexiga, pulmão, mama, ovário e colo. Segundo os especialistas, a precisão deles pode variar nas faixas de 80% e 90%.

Não só isso, diabéticos ou outras pessoas que têm quedas de níveis de açúcar no sangue podem treinar seus cães para ajudar a evitar crises de hipoglicemia. Pelo suor, segundo um estudo conduzido pela Universidade Belfast do Queens, os cachorros seriam capazes de detectar essas quedas, ao perceber sinais diferentes de comportamento, que o dono pode não perceber.

Tá, mas e os gatos?

O ronronar dos bichanos ajuda a melhorar a função pulmonar de pessoas com problemas respiratórios. Pois é! E adivinha qual é um dos maiores passatempos da atualidade? Assistir vídeo de gatinhos. Um estudo mostrou que ver vídeos de gatos na Web faz com que as pessoas se sintam mais animadas e positivas quase que instantemente.

Animais em casa nos ajudam a emagrecer!

Junte o útil ao agradável: muitos animais precisam passear e, nesse meio tempo, precisamos manter a forma ou perder peso, que seja. De acordo com o estudo feito pelo Instituto Nacional de Saúde (NHI), dos Estados Unidos, pessoas que levam seus animais para passear são menos propensas à obesidade, comparados com quem não possui animal.

Protegem nossos corações

Os resultados das pesquisas realizadas pelo Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, comprovou que criar um bicho em casa ajuda a reduzir a pressão sanguínea, o colesterol e o nível de triglicérides. Sendo assim, são eles os melhores métodos de prevenção contra ataques do coração e outras doenças cardiovasculares.

Cuidar de animais gera senso de responsabilidade

Ter um animal é coisa séria! Alimentação, higiene, exercícios e atenção, são essenciais. É necessário estabelecer uma rotina de cuidados para que os bichinhos fiquem sempre saudáveis. Sendo assim, por se tratar de uma relação de dependência, o dono cria um senso de compromisso que se converte em responsabilidade. Esse efeito é muito forte principalmente em crianças, já que é nesse momento que elas passam a entender o que significa ser responsável quando pedem um pet e ganham com a condição de cuidarem dele.

E mais:

Durante a pandemia causada pelo novo coranavírus, a presença de animais em casa causou um impacto positivo nas pessoas que tiveram que lidar com o período de isolamento. De acordo com a cientista da saúde da Universidade de York, Elena Ratschen, a força do vínculo emocional com animais de estimação fizeram diferença significativa na vida de muitos, e que não necessariamente trata-se apenas de cachorros e gatos, animais como hamster e tartaruga, por exemplo, fazem parte do cenário acolhedor.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)