Conheça os sintomas que ajudam os pais a detectarem a depressão infantil em seus filhos e como reagir caso a criança esteja enfrentando o problema. 

Engana-se quem acha que não existe depressão infantil. Embora não seja comum, as crianças podem apresentar sintomas parecidos aos adultos, mas com algumas variações únicas.

Antes de saber como identificar a doença no seu filho, entenda os motivos que causam a depressão.

Como saber se o seu filho está com depressão?

A depressão é causada tanto por fatores genéticos e biológicos, quanto por fatores externos. Portanto, é preciso tomar cuidado e atentar-se aos pequenos quando eles apresentarem certos sintomas que indicam o transtorno, para que seja possível tratar a doença e até mesmo prevenir para que ela não se desenvolva no futuro.

Estudos mostram que o índice de depressão infantil no Brasil varia entre 0,2% a 7,5% para crianças abaixo de 14 anos e, por não conseguirem demonstrar ou até mesmo entender o que sentem, é mais difícil para os pais perceberem que algo mais grave está ocorrendo.

Devido a falta de compreensão, é natural que sentimentos como a ansiedade e a tristeza se tornem, mais tarde, em queixas físicas como: chorar, gritar e espernear, por exemplo.

Quando uma criança apresenta muita variação em suas emoções, ela se torna mais quieta, menos interessada e mais inconstante no modo de agir. Por isso, é importante que os pais saibam diferenciar entre “fase” e “possível transtorno depressivo”.

SINAIS DE ALERTA

Depressão infantil

FRACO DESEMPENHO NA ESCOLA

Notas baixas, reclamações dos professores por brigar ou por não participar da aula, pode ser que não se trate de preguiça ou por não obedecer. Essas características somadas a falta de concentração nas aulas e não sentir vontade de se arrumar para ir à escola, podem ser sinais de depressão infantil.

CANSAÇO PODE SER UM SINAL DE DEPRESSÃO

Explorar e brincar são as atividades favoritas dos pequenos, sozinhos ou em grupos. Sendo assim, quando a criança perde a vontade de brincar ou reclama de cansaço com frequência, é necessário que os pais fiquem alertas. Perda de interesse em atividades que são prazerosas como: esportes, dança, aulas de música, não é normal.

IRRITABILIDADE

A criança com depressão fica irritada fácil, além do mau humor. Sendo assim, é importante que os pais fiquem de olho.

MUDANÇA NO PADRÃO DE SONO

A criança com depressão apresenta dificuldades para dormir. Não consegue pegar no sono, fica irritada ou acorda muitas vezes durante a noite. Seu sono normalmente é perturbado por pesadelos, como resultado, ela não consegue carregar as energias de forma certa.

É importante que os pais estejam atentos às mudanças bruscas de comportamento dos filhos, inclusive quando a criança se fecha de repente. É também importante que um bom ambiente familiar, isso contribui para o melhor desenvolvimento da criança.

Em suma, caso seja identificado os sintomas, é importante que os país conheçam e participem da rotina da criança, a fim de contribuírem para a identificação da doença. Não deixa para depois, prevenir é sempre o melhor remédio.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)