Sobre o Junho Vermelho

No mês de Junho, celebramos a campanha Junho Vermelho, que tem o objetivo de incentivar os cidadãos e seu espírito de solidariedade sobre a doação de sangue, dessa maneira conscientizando a população. Acima de tudo, doar sangue é um ato de amor ao próximo, uma atitude que salva vidas. Assim, um doador pode salvar até 4 vidas.

Conforme chegamos inverno, é muito comum que os bancos de sangue do país tenham baixa na quantidade de doações. Ou seja, essa é a temporada de doenças respiratórias e também as pessoas saem pouco de casa.

Infelizmente, não existe nenhum substituto para o sangue e e ele é muito utilizado em atendimentos de urgência e emergência, cirurgias, tratamento de doenças crônicas como doenças oncológicas que, frequentemente, necessitam de transfusão, enfim.

Por outro lado, no Brasil, apenas 1,6% da população é doadora de sangue, um número pequeno, apesar de ser considerado aceitável. Porém é preciso ao menos chegar ao dobro para ser considerado ideal, segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde.

Apesar da pandemia da COVID-19, as unidades da Fundação ou Hemocentro, onde as coletas de sangue são realizadas, mantêm os padrões e medidas de segurança; seguindo com rigor todos os critérios de prevenção à contaminação, conforme indicações do Ministério da Saúde (MS) e Organização Mundial da Saúde (OMS).

Desse modo, é necessário realizar o agendamento das doações, para evitar qualquer tipo de desconforto para os doadores.

É muito simples participar da campanha de doação sangue, basta procurar o hemocentro mais próximo a vocês e enquadrar nos seguintes requisitos:

  • Ter entre 16 e 69 anos;
  •  Pesar no mínimo 50 kg;
  • Estar alimentado (ainda assim, evite alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação);
  • Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Além disso, apresentar documento de identificação com foto.

Por fim, para saber mais sobre Com relação aos requisitos básicos,  impedimentos temporários e definitivos, você pode conferir clicando aqui.

O processo de doação de sangue dura, em média, de 40 minutos a 1 hora. Nele, é feito cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta do sangue. O voluntário também recebe um lanche após a doação.
Doar sangue é mais que um ato de amor, trata-se de solidariedade e civismo, coisas que se encontram no sangue do doador. Abrace você também essa causa.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)