fbpx

Por conta da situação em que vivemos hoje em dia, o número de pessoas com doenças e transtornos mentais cresceu. Dados recentes divulgados pela OMS mostram que 23 milhões de brasileiros, ou seja, 12% da população, apresentam os principais transtornos mentais.

Contudo, os sintomas desses transtornos são diversos e podem ser confundidos com coisas simples do dia a dia, entre eles está o pensamento confuso; dificuldades em se comunicar; alterações no comportamento; deficiência cognitiva; distúrbio alimentar entre outros.

Sendo assim, cuidados diários são fundamentais para manter a integridade da saúde mental. Porém, o grande problema hoje é que muitas pessoas não sabem lidar com tais transtornos, sofrem preconceito ou  não possuem assistência médica adequada.


Para que você entenda melhor do que se trata, confira a segui os principais transtornos mentais e como identificá-los:

1. Depressão

A depressão é o mal do século XXI. É uma das maiores causas de afastamento definitivo do trabalho em todo o mundo e, em suas forma mais grave, associa-se ao risco de suicídio. Nesse sentido, o paciente em estado depressivo sente alterações na forma de pensar e agir; tristeza constante; pensamentos suicidas; além de dificuldade de concentração.

Sintomas: Alterações de sono e de apetite; baixo nível de energia; dores no corpo de forma inexplicável, como por exemplo, dor de cabeça e dor muscular; dificuldade de pensar ou de se concentrar são alguns dos sintomas físicos. Bem como, alterações de humor como tristeza persistente; falta de interesse ou prazer nas coisas; pessimismo; sentimentos de inutilidade e desesperança; preocupação e ansiedade constantes são sintomas que afetam o emocional do paciente.


2. Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG)

O transtorno de ansiedade generalizada (TAG) é o excesso de ansiedade e preocupação com os eventos da vida cotidiana sem motivos óbvios. Pacientes com TAG tendem a sempre estarem extremamente preocupadas com sua saúde; dinheiro; família; trabalho ou escola. Apesar de ser uma reação natural do corpo, a ansiedade pode virar um transtorno quando passa a atrapalhar nosso dia a dia. De acordo com a OMS, cerca de 264 milhões de pessoas sofrem de algum transtorno de ansiedade ao redor do mundo.

Sintomas: preocupação excessiva e persistente; medo de situações do dia a dia; frequência cardíaca elevada; respiração ofegante; falta de ar e sensação de cansaço.


3. Transtorno de Bipolaridade

O transtorno bipolar, também conhecido como doença maníaco-depressiva, é um transtorno cerebral que causa mudanças incomuns no humor, na energia, nos níveis de atividade e na capacidade de realizar as tarefas do dia-a-dia. Existem duas fases do transtorno de Bipolaridade:

Fase 1 (Mania)

Os sintomas são mais intensos e caracterizados por fases de humor eufórico combinadas a um estado mais leve de excitação e otimismo exagerado. Dependendo do grau de comprometimento, também pode ocorrer manifestação de agressividade física ou verbal.

Fase 2 (depressão)

Nessa fase, os episódios de depressão são mais frequentes. As características dessa fase estão mais ligadas à tristeza profunda, à desesperança e à falta de estímulo para com a vida. Em outras palavras, as alterações comportamentais geram prejuízos tanto ao portador desse distúrbio quanto às pessoas de seu convívio familiar e social.


4. Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Esse transtorno provoca sentimentos e pensamentos obsessivos e compulsivos que comprometem o equilíbrio emocional do indivíduo e afetam a execução de suas tarefas de rotina.

Sintomas: Os sintomas do TOC envolvem alterações do comportamento (rituais ou compulsões, repetições, evitações), dos pensamentos (preocupações excessivas, dúvidas, pensamentos de conteúdo impróprio ou “ruim”, obsessões) e das emoções (medo, desconforto, aflição, culpa, depressão).  Portadores da doença sofrem de muitos medos, como por exemplo o  de contrair doenças ou cometer alguma falha.


5. Esquizofrenia

Os transtornos esquizofrênicos são caracterizados por distorções fundamentais das características do pensamento, da percepção e por afetos inapropriados ou embotados. Em geral, os pacientes mantêm alguma clareza de consciência e capacidade intelectual, mas apresentam déficits cognitivos que podem evoluir em diferentes graus com o tempo. A princípio, geralmente se manifesta na adolescência ou início da idade adulta, entre 20 e 30 anos de idade.

Sintomas: pensamentos ou experiências que parecem não ter contato com a realidade; fala ou comportamento desorganizado; participação reduzida nas atividades cotidianas; dificuldade de concentração e memória.


Por fim, agora que você sabe quais os principais transtornos mentais, está na hora de compartilhar essa informação. Então, caso você esteja passando por algum tipo de dificuldade em que não consegue resolver sozinho não tenha medo de pedir ajuda. Antes de mais nada, transtornos mentais não são frescura, procure um profissional de confiança!

Referências: Zenklub; Conexa Saúde; Dráuzio Varella; Vittude; Uol.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)