fbpx

Cuidar da sua saúde bucal é fundamental para uma vida com mais qualidade de vida e longevidade.  

De acordo com o Ministério da Saúde, a boca é a maior cavidade do corpo a ter contato direto com o meio externo, sendo a porta de entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. Além disso, ela tem papel fundamental na mastigação, em nossa respiração e na maioria das nossas ações de comunicação diárias.  Por esses motivos, atentar-se a higiene correta da região diminui os riscos de desenvolvimento de diversas enfermidades, entre elas, as bucais, dentárias e até doenças cardíacas. Isso mesmo. Um exemplo é a endocardite bacteriana, uma infecção do revestimento interno do coração, que ocorre quando germes e bactérias de outras partes do corpo circulam pelo sangue e se anexam a áreas danificadas do órgão. Essa infecção pode ser gerada por bactérias acumuladas em nossa boca, sabia?

Sendo assim, que tal cuidarmos de forma mais responsável da nossa saúde bucal?

Crie uma rotina de hábitos saudáveis

Já sabemos que que o cigarro, consumo de bebidas alcoólicas e a má alimentação interferem de forma relevante no funcionamento do nosso organismo de uma maneira generalizada. No entanto, é importante ressaltar que esses maus hábitos também têm relação direta com doenças da boca. Sendo assim, sugerimos que você elimine tudo o que prejudica sua saúde e qualidade de vida. Comece aos poucos e note em pouco tempo os benefícios no seu corpo. Caso tenha interesse em se aprofundar no assunto, temos uma matéria aqui no blog à respeito: Bons hábitos – comece 2021mais saudável.  

Voltando a falar de rotina, para ter um sorriso bonito e saudável, sobretudo é preciso escovar os dentes todos os dias, após cada refeição e também uma última vez antes de dormir, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado, com cerdas macias e creme dental com flúor. A complementação da escovação pode ser feita passando o fio dental entre todos os dentes.

Vá ao dentista

É recomendável visitar seu dentista pelo menos 2x ao ano para verificar o estado da sua saúde bucal e checar se existem indícios de pequenos machucados ou sinais que possam evoluir para uma doença periodontal. No entanto, muitos brasileiros fogem dos consultores alegando falta de tempo, dinheiro ou até mesmo não sentir incômodos que justifiquem a ida.

Uma boa escovação e uso de fio dental são sim excelentes ferramentas para a manutenção da higiene de sua boca, mas a limpeza especializada do odontologista é crucial para evitar o acúmulo de placa bacteriana e tártaro. O olhar de um especialista é importante também, uma vez que há doenças bucais que agem de maneira silenciosa, sem causar dores, mas que podem apresentar mudanças na coloração da gengiva ou dos dentes. Seguido a manutenção regular dos dentes, alguns tratamentos específicos demandam maior atenção e idas mais frequentes ao dentista. É o caso de pacientes com dentes quebrados, sensibilidade, mordida torta, próteses e até mesmo que utilizam aparelhos ortodônticos.

Outro caso é o de obturações que precisam ser substituídas ou de gengivite, já que se não tratada evolui para a periodontite, doença grave que causa a destruição de ligamentos e ossos alveolares e consequentemente, a perda dentária.

Saiba um pouco mais sobre os problemas mais comuns na boca:

  • Cárie: Áreas permanentemente danificadas nos dentes que se tornam pequenos buracos causados por bactérias, bebidas açucaradas e má higiene bucal.
  • Placa bacteriana: é o conjunto de bactérias que coloniza a cavidade bucal. A placa bacteriana fixa-se principalmente nas regiões de difícil limpeza, como a região entre a gengiva e os dentes ou a superfície dos dentes de trás, provocando cáries e formação de tártaro.
  • Tártaro: é o endurecimento da placa bacteriana na superfície dos dentes.
  • Gengivite: inflamação da gengiva provocada pelo excesso de placa bacteriana.
  • Mau hálito: tem várias causas, por exemplo: higiene bucal inadequada; gengivite; ingestão de certos alimentos; tabaco e produtos alcoólicos; boca;doenças sistêmicas como câncer, diabetes, problemas com o fígado e rins.

Outros procedimentos comuns:

Extração de Siso

Os sisos são quatro dentes do tipo terceiro molar que devem ser extraídos com orientação de um cirurgião dentista, após análise clínica e radiografia do local. Veja abaixo as principais indicações para a extração:

  • Falta de espaço para que ocorra a erupção dos sisos
  • Presença de infecção que envolva uma grande parte do dente ou do osso adjacente
  • Incapacidade de higiene adequada
  • Indicações protéticas e ortodônticas.
Canal

O tratamento de canal é feito com a retirada da polpa do dente, tecido encontrado na parte interna desses ossos. “A polpa danificada é removida e o espaço resultante deve ser limpo, preparado e preenchido”, explica André Alvim, que é especialista no tema. “O tratamento de canal é indicado quando a polpa está infeccionada ou morta, e isso ocorre principalmente nos casos em que a cárie é profunda, fraturas ou traumas.”.

Cuide da sua autoestima

Por último, mas não menos importante, manter os cuidados com a saúde de sua boca lhe ajudará a cuidar de sua autoestima e bem-estar. Além de se sentir mais segura e confiante, um sorriso bonito é capaz de abrir muitas portas e oportunidades em sua vida. Cuide muito bem dele!

_____

Planos Odontológicos

A Hebrom Benefícios possui planos odontológicos diversificados que promovem soluções acessíveis e personalizadas, de acordo com a sua necessidade e orçamento disponível, com parcelas a partir de R$24,90. Além disso, mantem parceria com operadoras de qualidade, com histórico sólido de excelência no segmento de saúde bucal.

Portanto, cuide agora mesmo do seu sorriso. Para a mais informações sobre os planos, basta clicar botão abaixo:

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)