fbpx

Apesar do valor de um plano de saúde ser significativo em um orçamento, na verdade, é um investimento em saúde, bem estar e comodidade para você e sua família. Nos momentos de crise financeira, muitos consideram cancelar a assinatura do plano, entretanto, talvez essa não seja a melhor forma de economizar.

O cancelamento pode representar mais gastos e estresse. Os custos de atendimento emergencial, consultas ou tratamentos costumam ser muito altos quando contratados fora de um plano de saúde, o que com certeza irá desestabilizar o seu orçamento mensal.

O sistema de atendimento público pode até ser uma opção, porém, na maioria das vezes, agendar uma consulta ou procedimento pelo SUS pode demorar meses, devido à alta demanda de pessoas, a falta de profissionais e equipamentos básicos necessários para a realização de diversos procedimentos.

Segundo o levantamento de dados do Datafolha, 44% da população brasileira precisa esperar mais de um ano para marcar uma cirurgia ou qualquer outro procedimento avançado, por esse motivo, são forçadas a recorrer ao sistema particular de saúde, gastando muito mais do que se tivessem seguradas por um plano de saúde.

 Como adequar o plano de saúde dentro do seu orçamento?

Atualmente, existem várias modalidades de planos de saúde, com diferentes preços, coberturas e condições; sabendo qual melhor se adequa às suas necessidades e também se encaixa no seu orçamento, fica mais fácil de administrar seu controle financeiro.

Antes de escolher um plano de saúde, atente-se aos tipos de coberturas assistenciais, procedimentos e condições que a operadora oferece e qual delas atende às suas necessidades. Para cada cobertura, existe um rol de procedimentos, revisados e regulamentados pela ANS (Agência Nacional de Saúde)

Confira os tipos de planos – segmentação assistencial com suas particularidades, procedimentos, preços e redes de atendimento:

Plano referência: Obrigatoriamente oferecido pelas empresas que vendem planos de saúde. Garante assistência ambulatorial, hospitalar e obstétrica, com cobertura integral nos casos de urgência e emergência com acomodação em enfermaria.

Plano ambulatorial: Inclui os atendimentos em consultas, sem limite de quantidade, e os procedimentos diagnósticos e terapêuticos para os quais não seja necessária internação hospitalar, além de cobertura para pré-natal.

Plano hospitalar com obstetrícia: Além do que está incluído no plano sem obstetrícia, o plano com obstetrícia inclui pré-natal, parto e pós-parto. O atendimento ao recém-nascido é garantido por 30 dias, assim como sua inscrição como dependente sem o cumprimento de carências pelo bebê, desde que o titular (pai ou mãe) já tenha cumprido.

Plano odontológico: Inclui os procedimentos odontológicos realizados em consultório. As cirurgias odontológicas que necessitem de estrutura hospitalar só serão integralmente cobertas se o plano hospitalar também tiver sido contratado.

Combinações de planos: As empresas que vendem planos de saúde podem oferecer combinações diferentes de planos, à exceção do plano tipo referência.

Em qual plano você deve investir?

Caso você se considere uma pessoa com saúde balanceada, não tenha histórico de doenças graves em sua família e raramente precise fazer uma visita ao médico, o plano ambulatorial é a melhor opção de investimento. Além de ser o plano mais acessível, você estará coberto por uma série de procedimentos básicos protegidos por lei. Agora, se você está interessado em um plano para toda a sua família, existem opções para grupo família, com preços geralmente mais em conta que os planos individuais. 

O mais importante é entender o plano de saúde mais cabível em seu orçamento, que atenda a todas as suas necessidades, então antes de qualquer decisão, pesquise com atenção e entenda todas as condições. Não acredite neste mito de que todos os planos de saúde são meros gastos e caríssimos. Existem várias opções de qualidade que cabem em diferentes faixas de orçamento, lhe proporcionando tranquilidade e conforto na hora de ser atendido.

Lembre-se: O bem mais precioso que temos na vida é nossa saúde, não abra mão da oportunidade de viver bem.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)