Você sabia que, segundo o IBGE, 98% da população brasileira não ingere a quantidade ideal de vitaminas por dia e 92% não come frutas com frequência? Assim sendo, os suplementos alimentares têm como propósito complementar a alimentação e amenizar a carência nutricional do organismo.

Vale lembrar que os suplementos não substituem uma refeição. Em sua maioria, os produtos são compostos de carboidratos, proteínas e aminoácidos, nutrientes. Sendo assim, um prato de comida bem montado pode repor facilmente o que um suplemento oferece.

Quais são os tipos de suplementos alimentares?

Antes de mais nada, é preciso saber que existem várias opções de suplementos, uns prometem aumentar músculos; outros dar mais energia e eliminar gordurinhas extras e tem aqueles que aumentam a imunidade, controlam a insulina e até aumentam a libido!

Os suplementos mais populares são:

Whein Protein: A base da proteína do soro do leite, esse suplemento é para ganhar massa muscular, ou seja, potencializar a famosa massa magra. Recomenda-se seu consumo misturando-o na água ou no leite desnatado.

Como encontrar e quando tomar?

Em pó e em diversos sabores. Recomenda-se consumir ao acordar (ou antes de dormir) e logo após a sessão de musculação.

BCAA: Possui aminoácidos essenciais que ajudam as células a produzirem proteínas. Se você é vegetariano ou vegano, essa é uma boa opção já que o BCAA contém substâncias encontradas na carnes e que o organismo não produz. Além disso, o suplemento colabora com a produção de energia durante a prática de atividade física, principalmente de exercícios de longa duração e ajuda no ganho de Massa Muscular. Ufa!

Como encontrar e quando tomar?

Em tabletes e cápsulas e seu uso deve ser feito antes e depois de um treino.

Creatina: tem sido considerado um suplemento efetivo na otimização do desempenho nas atividades físicas porque ele aumenta o percentual de massa magra do corpo.

Como encontrar e quando tomar?

Em pó, tabletes e também em líquido. É recomendável tomar de forma fracionada ao longo do dia.

Maltodextrina: É um carboidrato que vem do Amido do Milho e é bom para quem pratica atividades físicas aeróbicas de alta intensidade e longa duração, como também para quem faz musculação, por exemplo. Possui uma absorção lenta pelo organismo, como resultado, ele fornece mais energia durante um treino que demanda resistência longa.

Como encontrar e quando tomar?

Apenas em m pó e deve ser consumido antes, durante e após o treino.

3 erros no uso de suplemento alimentar

  1. Suplemento alimentar não é remédio

Existem pessoas que fazem uso do suplemento como forma de se automedicar e isso pode resultar em sérios riscos à saúde. O uso do produto serve para completar a alimentação quando há necessidade. Ou também para ajudar a prevenir certos quadros de saúde, mas não agem na cura de doenças.

  1. Suplemento alimentar não é alimentação

Como já dizemos nesta matéria, nenhum complemento substitui a refeição. Na hora de se alimentar, aposte em alimentos naturais que já tenham uma quantidade suficiente de nutrientes, para que o suplemento apenas haja no sentido de reforçar a dieta.

  1. Não praticar exercícios

Se você é do tipo “sedentário” na maior parte do seu tempo, usar o suplemento não será saudável para o seu organismo. Isso porque, o uso da substância pede um mínimo de atividades físicas, pois o corpo precisa equilibrar o metabolismo.

Cuidados que você precisa ter

Por fim, vale ressaltar que todo suplemento demanda orientação de um nutricionista ou médico. O uso desses produtos sem a indicação de um profissional oferece diversos riscos à saúde, principalmente quando se trata do fígado e rim, já que são os mais afetados, uma vez que a maioria desses complementos apresentam uma grande quantidade de proteínas que sobrecarregam esses órgãos.

E aí? Tá pronto para completar suas refeições e turbinar suas atividades físicas com os suplementos certos?

E se você tem mais de 60 anos, não perca a matéria Exercícios Físicos X Melhor Idade.
Além de descobrir os efeitos no corpo e na mente provocados pela atividade física, você ainda fica sabendo quais os melhores exercícios para começar a se mexer.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)