fbpx

Devido ao cenário pandêmico, houve um aumento significativo de sintomas psíquicos e de transtornos mentais. Sendo assim, é necessário uma luta diária para manter a saúde mental em dia e, nesta matéria, te daremos algumas dicas de como fazer isso.

Segundo a OMS, os brasileiros são campeões mundiais em transtornos de ansiedade. Não só isso, em 2019, a OMS já havia apontado o Brasil como o país com mais deprimidos da América Latina. Preocupante, não?

Sabemos que em situações estressantes, cada um tem um jeito diferente de reagir, certo? Como você responde à pandemia, por exemplo, pode depender de sua formação, da sua história de vida, das suas características particulares, e da comunidade em que você vive. Mas vamos te ajudar com dicas do que fazer em casa para recuperar sua saúde mental.

1. Diminua seu tempo na internet, isso vai promover sua Saúde Mental

Fácil falar, né? Mas dá sim para diminuir. Determine uma quantidade de horas por dia e monitore os impulsos de olhar o celular. Há um app que normalmente já vem no mobile e pode ajudar você nessa missão. Chama-se Bem-estar Digital e você o encontra na parte “configurações” do aparelho. Ao acessar, você descobre quantas horas por dia você passa mexendo no celular. Tá pronto?

Em média, o brasileiro passa 9h20min conectado, como resultado, o vício estimula a ansiedade, depressão, o transtorno de déficit de atenção e problemas com o funcionamento mental. Vale a pena tentar reduzir, né?

Você verá que com alguns dias, os impulsivos, consequentemente, vão amenizar e você terá tempo que não achava que tinha antes e poderá usá-lo para cuidar de você. Tente ao menos por um mês e você notará a diferença.

2. Hobby, qual o seu?

Cozinhar? Escrever? Cuidar das plantas? Tudo vale! Invista mais tempo nas atividades que te dão prazer. Netflix e videogame são ótimos hobbies, mas sabe aquele instrumento que você sempre quis aprender? Ou aquela bicicleta encostada há anos que você amava usar quando mais jovem? Por que não uma opção “menos tecnológica”?

Natureza

3. Passe mais tempo com a natureza

De acordo com a matéria disponibilizada na UOL.com, a Universidade de Harvard em conjunto com o Brigham and Women’s Hospital descobriu que a taxa de mortalidade das mulheres que viviam em áreas mais verdes era 12% mais baixa do que aquelas vivendo em centros urbanos menos arborizados.

Um dos fatores que contribui para o resultado da pesquisa é o cultivo da saúde mental. Isso porque, o contato com o verde reduz o estresse, nos ajuda no processo de cura psicológica, estimula pensamentos positivos e ainda combate a depressão e ansiedade.

Homem meditando

4. Técnicas de meditação e respiração profunda

Muitas pessoas estranhamente não apostam nessa atividade por parecer “algo fora da realidade”, mas a verdade é que ela pode ser feita de uma formam muito simples e prática em qualquer lugar da sua casa, ou até mesmo fora.

Além de reduzir o estresse, a ansiedade e estimular o bem-estar, o que muitos não sabem é que a meditação também é capaz de melhorar a ação do nosso sistema imunológico – e, consequentemente, nos proteger contra bactérias, vírus e outros germes.

Procure um lugar calmo, sente-se confortavelmente, feche os olhos e tome um minutos para se acalmar. Quando estiver pronto, preste atenção em sua respiração e repare como o ar viaja de fora para dentro de seu corpo.

5. Dance!

Com alguém ou sozinho, não importa! O importante é colocar o corpo para se mexer ao som daquela música que você ama! Não é de dançar? Tente. Acredita em mim! Talvez pareça meio embaraçoso no começo, mas depois…

Além de liberar endorfina, dopamina e serotonina (hormônios que dão a sensação de prazer), a dança melhora o sistema cardiovascular, aumenta o fluxo sanguíneo, favorece a respiração correta e também ajuda nas defesas do organismo. Ufa!

Tem mais: dançar é terapêutico, relaxante e motivador. Isso porque, quando se trata de mexer o corpo, o segredo não é técnica, é sentimento. Comprove você mesmo.

6. Monte sua playlist

Além da sensação de prazer, a música pode alterar a forma como nosso cérebro funciona. Ela influencia o nosso humor, pode induzir alegria e até mesmo o baixo-astral. Além disso, gera liberação de dopamina no cérebro, a mesma sensação causada pela comida, drogas e sexo. E, nesse ínterim, ainda desenvolve a inteligência.

Quer saber mais sobre os benefícios de ouvir um bom som? Acesse a matéria no nosso blog e descubra 9 poderes que a música tem e que você precisa saber.

7. Faxine!

Estudos comprovam que uma das melhores formas de combater os transtornos que afetam a nossa saúde mental é dar aquele trato na casa. Pesquisadores da University College, em Londres, descobriram, inclusive, o tempo necessário para a atividade causar impacto psicológico.

A resposta é 20 minutos. Isso mesmo! São necessários 20 minutos de faxina para que haja melhora no humor e, consequentemente, diminuição do estresse. Sendo assim, crie uma rotina de limpeza das diferentes partes da casa, por exemplo. Não faça toda a faxina de uma vez para evitar o desgaste físico e possíveis dores no corpo, ok?

Faxina

Pronto para colocar tudo em prática? Ok, não precisa ser tudo, mas vale tentar pelos menos uma para cuidar da sua saúde mental, não é mesmo? Lembre-se que em caso de crises de ansiedade ou depressão, procure um profissional especializado. Não hesite em pedir ajuda.

O que achou do post? Deixe aqui seu comentário. :)